Blog da Naturam Guia Definitivo de Foz do Iguaçu

Guia Definitivo de Foz do Iguaçu

Foz do Iguaçu é um destino deslumbrante, uma experiência inesquecível!

A cidade está situada no oeste do estado do Paraná, exatamente na divisa entre Paraguai e Argentina, conferindo à região a peculiar denominação de “Tríplice fronteira”.

Esse é o segundo destino mais procurado da região Sul e o terceiro do Brasil segundo dados de 2016 do Ministério do Turismo.

É um destino famoso e muito indicado, todo ano recebe turistas de todo o Brasil e mundo.

Foz do Iguaçu é a escolha de famílias, casais ou grupos de amigos que buscam diversão tranquila, alegre e com uma vista sensacional.

Quando falamos de Foz do Iguaçu automaticamente nos lembramos das icônicas Cataratas do Iguaçu, que nos remetem à grandiosidade e imponência da natureza.

Parque Nacional do Iguaçu - Foto

Visitas as cataratas é uma ocasião memorável e difícil de descrever, apenas quem já viu sabe do que estamos falando.

Além das cataratas, também nos lembramos das famosas comprinhas no Paraguai.

Porém, Foz do Iguaçu é muito mais do que isso, e guarda passeios e atrativos diferentes dos do pacote turístico convencional.

Portanto, nós vamos mostrar neste guia tudo o que você precisa saber sobre Foz do Iguaçu – desde as atrações mais famosas, como as cataratas, como dicas de lugares e pontos turísticos diferentes para conhecer, dicas de o que fazer, hotéis e pousadas, como chegar e muito mais!

Continue lendo pra você ver fotos incríveis e ainda descobrir um pouco sobre Foz!

O que você encontra aqui?

O que fazer em Foz do Iguaçu
1. Cataratas do Iguaçu
1.1. Cataratas – Lado Brasileiro
1.2. Cataratas – Lado Argentino
1.3. Qual é o melhor: Cataratas do lado argentino ou lado brasileiro?
2. Luau das Cataratas
3. Passeio de helicóptero
4. Parque das Aves
5. Itaipu – Diversos passeios na hidroelétrica
6. Marco das Três Fronteiras
7. Vale dos dinossauros
8. Museu de Cera
9. Trilhas e Aventura em Foz do Iguaçu
10. Pular de Paraquedas em Foz
11. Itaipuland
12. Bares de Gelo
13. Templo Budista
14. Compras no Paraguai
15. Cassinos na Argentina
Onde se hospedar – Hotéis e Pousadas
Quando Ir
Como chegar
Conclusão

O que fazer em Foz do Iguaçu

O que fazer em Foz do Iguaçu

Mesmo tendo sido elevada ao status de município apenas em 1914, com a construção da represa de Itaipu e suas cataratas como o carro chefe do turismo, Foz do Iguaçu apresentou um vertiginoso crescimento tanto em tamanho como economicamente.

Tamanho crescimento trouxe consigo o turismo, o qual oferece hoje um leque muito variado de opções.

A partir de agora vamos apresentar uma série de opções que farão da sua viagem um passeio inesquecível.

Parque Nacional do Iguaçu
Parque Nacional do Iguaçu - Cataratas foto
Parque Nacional do Iguaçu – Cataratas

O Parque Nacional do Iguaçu, criado em 1939, conquistou no ano de 1986, o título de Patrimônio Mundial Natural conferido pela UNESCO.

Oferece a seus visitantes diversas atrações que vão desde a satisfatória contemplação até passeios de barco, passando por rapel, caminhadas, trilhas e arvorismo.

Caso não tenha contratado este passeio anteriormente, saindo do Centro de Foz do Iguaçu, o visitante deve seguir pela BR-469 sentido Parque Nacional do Iguaçu no km 18. Existe uma excelente sinalização na cidade indicando o caminho.

Lá chegando, o visitante terá acesso ao Centro de Visitantes do parque.

É uma estrutura exclusivamente voltada ao turismo, portanto, aqui você vai encontrar ótimos serviços e suporte como caixas eletrônicos, lanchonetes, banheiros, fraldário, cafeteria, lojas de souvenirs e venda de passeios.

O Centro ainda conta com terminais de autoatendimento chamados totens, com opções próprias do parque, muito interessantes para se evitar filas.

Guarde bem este local pois este é o ponto onde se iniciam os vários passeios oferecidos pelo parque, sobre os quais falaremos agora.

1 – Cataratas do Iguaçu

Cataratas do Iguaçu em Foz do Iguaçu foto
Cataratas do Iguaçu em Foz do Iguaçu

As Cataratas do rio Iguaçu são um conjunto de 275 quedas d’água que chegam a 90 metros de altura.

Este espetáculo, que é uma das Novas Sete Maravilhas da Natureza, você poderá deslumbrar através dos mirantes e passarelas do Parque Nacional do Iguaçu.

As Cataratas estão localizadas na fronteira entre Brasil e Argentina, portanto você pode conhecê-las tanto pelo lado do Brasil, quando pelo lado da Argentina.

Por estarem em países diferentes você vai precisar pagar dois ingressos, o que recomendamos que você faça se tiver tempo, pois você terá uma perspectiva e experiência diferente das quedas em cada lado.

Agora vem a famosa pergunta:

Qual é o melhor: Cataratas do lado argentino ou lado brasileiro?

Primeiro vamos falar sobre cada um dos lados, depois damos o veredicto!

1.1 – Cataratas – Lado brasileiro

Foz do Iguaçu - Cataratas no lado brasileiro foto
Foz do Iguaçu – Cataratas no lado brasileiro

Nas Cataratas do lado brasileiro você verá aquela imagem clássica das quedas de que estamos acostumados, basicamente, você vê de frente toda a imensidão das cataratas!

O primeiro passo é adquirir o ticket no guichê ou no autoatendimento.

Aqui cabe uma pausa para um aviso: Na primavera e no verão as filas no guichê são enormes, por isso, além do autoatendimento, uma boa ideia seria comprar este passeio antecipadamente pelo site.

Consulte o site também para conhecer os preços pois o parque tem tarifas diferentes para brasileiros, brasileiros de cidades lindeiras, estrangeiros do Mercosul e outros.

Em média, o passeio completo sai a R$70.

No valor do ingresso estão inclusos:

  • Entrada nas Cataratas do Iguaçu
  • Visita Panorâmica em Itaipu
  • Entrada Marco das 3 Fronteiras

E você ainda tem os seguintes benefícios:

  • Gratuidade no Ecomuseu de Itaipu
  • 50% de desconto no estacionamento dos atrativos
  • 10% de desconto nos restaurantes, serviços de fotografia e lojas de souvenirs dos atrativos

O passeio tem início no Centro de Visitantes, onde os mesmos são direcionados para ônibus modelo “double-decker” panorâmicos.

Foz do Iguaçu - Ônibus duble decker foto
Foz do Iguaçu – Ônibus duble decker

A esta altura já se consegue perceber que será um passeio fantástico.

O caminho percorrido pelo ônibus é lindo, uma tranquila estrada (asfaltada) margeada por grama e árvores por todo o trajeto.

Em dias de sol essa configuração de paisagem proporciona uma luminosidade especial que se encaixa perfeitamente para o maravilhoso caminho, fato que resultará nas mais belas fotos e mais doces lembranças.

Durante o trajeto os ônibus reproduzem áudios, em português e inglês, para sinalizar as estações, contar fatos interessantes do local e também fornecer avisos.

Esta região é também o lar dos quatis, sendo possível avistá-los por todo o percurso.

Foz do Iguaçu - Quatis foto
Quatis ao longo do percurso para as Cataratas do Iguaçu

É importante salientar que não é permitido alimentar estes animais, pois isso pode prejudicá-los ou mesmo provocá-los, fazendo-os atacar pela comida.

O ônibus faz algumas paradas: a trilha do Poço Preto, o Macucu Safari, a clássica Trilha das Cataratas, que é o ponto alto do passeio, e por último a Estação Porto Canoas.

O passeio vai durar no mínimo 4h, dependendo das atividades que escolher fazer no dia.

Se você for fazer a Trilha das Cataratas e Macucu Safari, o passeio vai durar cerca de meio dia, e se você quiser acrescentar a Trilha do Poço Preto, deve levar mais cerca de 4h.

Trilha do Poço Preto
Trilha do Poço Preto em Foz do Iguaçu foto
Trilha do Poço Preto em Foz do Iguaçu

Nesta parada o ônibus dá acesso a uma passarela suspensa de 320 metros que termina em uma trilha de 9 km que pode ser feita a pé, de bicicleta ou carreta, também com um guia.

Depois nos deparamos com uma ponte pênsil nos leva a uma trilha rústica de 500 metros, ao final da qual existe uma casamata de 10 metros de altura, de onde pode ser obtida uma vista panorâmica da floresta

No final tem um passeio de até a Ilha da Taquara, onde você percorre o rio de barco.

Macuco Safari
Passeio do Macuco Safari em Foz do Iguaçu foto
Passeio do Macuco Safari em Foz do Iguaçu nas Cataratas

O passeio do Macuco é uma forma diferente de visitar as cataratas.

Dessa vez, vamos de barco!

Desta forma é possível chegar bem pertinho das quedas da famosa Garganta do Diabo.

O início é semelhante ao convencional que já mostramos, não fosse pelo trenzinho elétrico que nos conduz neste passeio.

Na estação final é possível seguir até às margens, na base do passeio, por trilhas ou passarelas. As trilhas proporcionam aos visitantes um bom clima de aventura.

Neste local você precisará informar se deseja o passeio seco ou o passeio molhado. Aí é por conta do visitante, só avisando que se o seco já molha, imagine o molhado!

É possível alugar guarda volumes neste ponto.

Dali será necessário o auxílio de um funicular até à plataforma onde estão ancoradas as lanchas.

É um passeio liberado para todas as idades.

O condutor da lancha passa pelas quedas, e faz diversas peripécias pra alegrar o passeio. Não se preocupe com as fotos pois a lancha sempre para nos melhores pontos.

A empresa que gerencia essa atividade filma e fotografa o passeio, e ao final oferece as imagens ao visitante. Se preferir, você pode comprar as capinhas de câmera ou celular e fazer o seu próprio registro. Mas é claro que, na emoção, as vezes nos esquecemos de registrar algum momento. Neste caso as vezes vale a pena pagar por alguma recordação.

Não é um passeio barato, porém ele pode ser o ponto alto da sua visita às Cataratas do lado brasileiro.

  • Ingressos: cerca de R$ 240 – vale a pena comprar com antecedência em alta temporada.
  • Horários: 9h às 17h30, saídas a cada 15min.
  • Duração: por volta de 2h
  • Site: macucosafari.com.br
Trilha das Cataratas
Trilha das Cataratas - Foz do Iguaçu foto
Trilha das Cataratas – Foz do Iguaçu: Vista do mirante

Aqui você pode conhecer as cataratas pela famosa passarela sobre o rio, onde é possível a contemplação de uma das obras mais fantásticas da natureza.

As imponentes cataratas proporcionam, sem sombra de dúvidas, uma das mais belas vistas que se pode ter na vida.

Caso você tenha menos de um dia pra explorar esse lado das Cataratas do Iguaçu, recomendamos que vá direto pra parada da Trilha das Cataratas.

O percurso é curto: cerca de 1,2 km de uma caminhada bem tranquila, com poucas subidas e descidas, começando na para Trilha das Cataratas e terminando em Porto Canoas (última parada).

Você pode fazer paradas no meio do caminho para apreciar as cataratas que aparecem em pontos de observação diversas vezes durante o trajeto.

No fim da trilha está a passarela de observação da Garganta do Diabo, que é a maior queda das Cataratas do Rio Iguaçu, com mais de 70 metros de altura.

Não esqueça a capa de chuva se você não quiser se molhar na passarela!

Porto Canoas
Restaurante Porto Canoas em Foz do Iguaçu

A última parada, a de Porto Canoas, indo para a parte de cima das cataratas, também guarda um visual único.

Porto Canoas é onde termina a passarela da Trilha das Cachoeiras.

Além da sensacional paisagem, Porto Canoas conta com uma infraestrutura invejável onde é possível encontrar praticamente tudo: caixas eletrônicos, lanchonetes, banheiros, fraldário e até ambulatório.

Aqui você também encontrará um restaurante maravilhoso, o famoso Porto Canoas, que também tem acesso por um elevador no final da passarela.

Este é um restaurante completo. Boa comida, muita variedade, excelente atendimento, ambiente climatizado e, claro, uma vista sem igual.

O restaurante é o único dentro do parque, e segue o estilo buffet livre. Se o visitante preferir opções mais práticas ou econômicas, encontrará locais com lanches rápidos.

Em alguns finais de semana o visitante poderá desfrutar de música ao vivo, contudo, nos outros dias, o barulho das águas das cataratas farão um fundo inesquecível.

Dicas importantes:

  • Não é preciso preocupar-se acerca do ponto onde desembarcar. As passarelas da parte de baixo e o mirante da parte de cima são conectados por elevadores panorâmicos.
  • Tanto no Centro de Visitantes quanto nos arredores das cataratas, o visitante será abordado inúmeras vezes por ambulantes oferecendo, principalmente, capas de chuva e protetores para celulares e câmeras. São itens necessários, mas comprá-los dos ambulantes ou mesmo nas lojas oficiais do Centro de Visitantes sairá mais caro, portanto, planeje-se – no centro de Foz você encontra com preços mais baixos.
  • Uma alternativa pra quem não tem a capa e não quer gastar com os ambulantes é aguardar os turistas que estão saindo do passeio pois muitos doam as capas ou até mesmo jogam fora.

1.2 – Cataratas – Lado Argentino

Foz do Iguaçu - Cataratas no lado argentino foto
Foz do Iguaçu – Cataratas no lado argentino

Se no lado brasileiro existe o camarote vip das Cataratas – o ponto de onde se pode contemplar o panorama num passeio mais tranquilo e sossegado e com muito mais conforto – o lado argentino oferece uma experiência mais selvagem.

Veja aqui mais informações no site oficial.

O ponto positivo de visitar o lado Argentino, além de te proporcionar mais aventura, ele também permite que você faça as trilhas sem necessidade de visita guiada.

Portanto, providencie roupas confortáveis e capas de chuvas, pois você com toda a certeza vai caminhar muito, suar muito, e se molhar muito.

O Parque Nacional Iguazú, na Argentina, possui mais atrações e portanto, irá requerer mais do seu tempo durante a viagem.

Então prepare-se para acordar cedo para curtir o máximo que puder do passeio!

O ingresso custa em torno de 560 pesos, mais ou menos 50 reais.

O parque funciona a partir das 8h e você só pode entrar até às 16h30. Às 18h o paque fecha.

Lá dentro a locomoção é toda feita a pé ou de trem.

O trenzinho aberto, mais simples que o ônibus, pode ter partidas de até meia hora de intervalo, pode te levar até a estação final (da Garganta do Diabo).

O lado ruim é que às vezes ele só vai até a estação intermediária (a Cataratas) e volta para a estação central, obrigando os passageiros a desembarcar no meio do caminho e esperar o próximo trem para prosseguir viagem.

Recomendamos que você já pegue o trenzinho e inicie o passeio deslumbrando as maravilhosas quedas da Garganta do Diabo, depois ir caminhando pelo Circuito Inferior e Superior, terminando o dia com o Aventura Radical, ou o Gran Aventura.

Garganta do Diabo
Garganta do Diabo - Lado Argentino - Foz do Iguaçu foto
Garganta do Diabo – Lado Argentino

A Garganta do Diabo fica na estação final do trem.

Para cegar até a queda, você deve caminhar por 1,5 km por uma passarela que passa por belíssimas paisagens.

Ao ver a queda a sensação é intensa e impressionante.

Para voltar basta percorrer a mesma passarela.

Depois, pegue o trenzinho de volta à estação intermediária (Cataratas). Ali há dois circuitos a fazer:

Circuito Superior
Foz do Iguaçu, lado argentino - Circuito superiorFoz do Iguaçu, lado argentino - Circuito superior foto
Circuito Superior das Cataratas no lado argentino em Foz do Iguaçu

Circuito Superior é um circuito curto, uma passarela de 700 metros construída na beira do precipício, passando por várias quedas secundárias, proporcionando ângulos bem bonitos e uma caminhada agradável.

Circuito Inferior
Foz do Iguaçu, lado argentino - Circuito inferior foto
Circuito Inferior do lado argentino das Cataratas em Foz do Iguaçu

O Circuito Inferior, apesar de mais longo (2,5km), é absolutamente imperdível!

O circuito passa por diversas cachoeiras na mata antes de levar a às quedas das Cataratas que nós não conseguimos ver no lado brasileiro, são novo ângulos das Cataratas do Iguaçu.

É um visual deslumbrante das quedas vistas de baixo.

Ele é ainda mais bonito que o superior e é bom deixar por último porque termina quase no Gran Aventura.

Como a trilha é circular, você volta ao ponto de partida sem repetir nenhuma parte do caminho.

Quase no fim do percurso você encontra o quiosque de entrada para o “Macuco” argentino, a Aventura Náutica, do Iguazu Jungle.

Isla de San Martin
Isla de San Martin - Cataratas do Iguaçu foto
Praia da Isla de San Martin – Cataratas do Iguaçu

Ainda no Circuito Inferior, você pode aproveitar para atravessar (incluído no preço do ingresso ao parque) de barquinho e fazer trilhar para conhecer a ilha de San Martin.

São apenas 5 minutinhos de barco!

Depois é só encarar uma caminhada de nível médio para chegar ao alto. São uns 200 degraus, seguido de algumas subidinhas no reto – um caminho que leva menos de 1h para percorrer.

Do alto podemos parar em vários mirantes, de um lado é possível avistar o lado brasileiro e do outro lado é possível avistar o Salto San Martin e a Garganta do Diabo, através de  “La Ventana”.

Lá você fica bem perto de várias quedas e a natureza mais uma vez impressiona com a mistura do verde das plantas, com o branco das quedas, céu azul e arco íris.

Vale o aviso de que nem sempre este passeio está disponível.

Aventura Náutica
Aventura Náutica no Parque Iguazu, lado argentino foto
Aventura Náutica no Parque Iguazu, lado argentino.

A Aventura Náutica, comparada com o Macuco, é muito mais radical e emocionante, além de ser mais barato.

No Aventura Náutica as lanchas chegam embaixo de 2 pontos das cataratas – um deles é o mesmo visitado pelo passeio brasileiro.

As manobras feitas nesse passeio são muito mais radicais do que às do passeio brasileiro, fazendo você se sentir numa montanha russa.

Apesar de o Macuco ser um passeio mais responsável, até mesmo ecologicamente, o Aventura Radical irá te proporcionar mais adrenalina.

Agora se você quiser uma opção mais requintada deste passeio, você pode optar pelo Gran Aventura

Gran Aventura
Gran Aventura no Parque Iguazu, lado argentino. foto
Gran Aventura no Parque Iguazu, lado argentino.

O Gran Aventura te dá um pouco mais de mordomia oferecendo a mesma emoção!

Logicamente, é um passeio mais caro, quase o dobro do valor.

Inclui transporte de jipe pela mata da entrada do parque até próximo ao ponto de embarque.

Porém você pode dispensar o traslado de ida (para poder fazer o Circuito Inferior caminhando, que é lindo), mas aproveitar a volta, sem precisar encarar de novo o trenzinho.

Dicas importantes:

  • Lembramos que é obrigatório o porte de documentos para a visita das Cataratas no lado Argentino, pois é preciso passar pela imigração.
  • Aliás, recomendamos que você chegue mais cedo pois em alta temporada pode haver filas na imigração e tornar todo o processo mais demorado.
  • Se você atravessou a fronteira, não pode deixar de passar no Duty Free Shop! Ele já ganhou duas vezes o prêmio de melhor do mundo e parece mais um grande Shopping Center, mas com preços Tax Free. Passe lá antes ou depois de visitar a simpática cidadezinha de Puerto Iguazu.
  • Além disso, Puerto Iguazu é cheia de bons restaurantes, sorveterias e lojinhas de artesanato. Não deixe de jantar por lá ou de conhecer um Casino.
  • Se não der pra fazer tudo num único dia, saiba que no Parque Nacional Iguazú, na Argentina, você paga apenas 50% do valor do ingresso no dia seguinte, basta revalidar na bilheteria.
  • O pagamento do ingresso pode ser feito em pesos argentinos ou cartão de crédito – não esqueça de desbloquear as compras internacionais.

Vamos agora para o veredito e depois continuamos com outras atrações para você conhecer em Foz além das Cataratas do Iguaçu.

Qual é o melhor: Cataratas do lado argentino ou lado brasileiro?

Cataratas do Iguaçu em Foz do Iguaçu foto
Cataratas do Iguaçu em Foz do Iguaçu – lado brasileiro

Sem medo de dizer, recomendamos que você vá aos dois!

São experiências e visuais completamente diferentes.

Mas sabemos que as vezes não dá tempo de fazer os dois, portanto se for sua primeira vez, escolha o lado brasileiro.

Lá a estrutura para visitação é muito superior, darão melhor atendimento em dias de chuva, no lado brasileiro você encontrará aquelas vistas panorâmicas clássicas que vamos nas fotos e vídeos.

Além disso, no ingresso do parque brasileiro ainda está incluso a Visita Panorâmica em Itaipu, a entrada para o Marco das 3 Fronteiras e ainda garante no Gratuidade no Ecomuseu de Itaipu.

Além disso, se você pretende visitar também o Parque das Aves (falaremos dele adiante), você pode fazer no mesmo dia os dois passeios, já que o Parque das Aves fica bem fica bem em frente ao portão de entrada do parque nacional.

Mas nada te impede de escolher também o lado argentino.

No lado argentino você pode curtir mais passeios, ter uma experiência com mais emoção e ainda conhecer as cataratas por um outro ângulo.

2 – Luau das Cataratas

Luau nas Cataratas do Iguaçu - Passeio na lua cheia foto
Luau nas Cataratas do Iguaçu – Passeio na lua cheia

As Cataratas já são definitivamente um espetáculo durante o dia!

O que a maioria das pessoas não sabem é que a noite, um outro fenômeno rouba a cena, o arco íris prateado.

O arco íris, como muitos devem saber, se forma a partir de gotículas de água e a presença da luz solar. Agora ao contrário do arco íris que estamos acostumados, o arco íris prateado ocorre graças a luz provinda da lua cheia.

Isso mesmo, a luz lunar!

É aí que o arco-íris se forma na penumbra entre a escuridão e a luz da belíssima lua cheia. Dá pra imaginar?

A visão das Cataratas do Iguaçu a noite é simplesmente mágica. Um cenário espetacular que fica ainda mais lindo com as cataratas pintadas ao fundo da paisagem.

Pra dar um gostinho deste espetáculo, o Parque Nacional do Iguaçu abre as portas para os visitantes uma vez por mês, normalmente no final de semana de lua cheia.

Uma pequena iluminação existe na parte onde se concentra o maior fluxo de pessoas, fora isso, nenhuma outra luz é permitida no parque além da lua cheia que ilumina de forma impressionante.

O passeio começa com o check-in no área comercial do parque no horário confirmado na reserva.

Após uma breve palestra introdutória do guarda florestal e do guia responsável, o Trem Ecológico da Selva é abordado para atravessar a selva, para sentir suas aromas, sombras e sons característicos da noite, até chegar na Estação Garganta do Diabo.

Finalmente lá começa um maravilhoso percurso até o Mirante da Garganta do Diabo pelas passarelas que atravessam o rio Iguaçu, onde você poderá contemplar o esplendor das cataratas a noite e o arco íris prateado.

Cada noite e cada saída são diferentes.

A programação do Luau varia de mês para mês e está sujeita a cancelamentos por questões climáticas ou de preservação do parque.

Este passeio acontece no Parque Nacional Iguazú, nas terras de nossos vizinhos argentinos.

Os ingressos custam cerca de 1400 pesos (cerca de R$ 130), e podem ser adquiridos no site oficial do parque, em “atividades”.

Ainda neste mesmo link você também verifica datas e horários dos passeios.

O ingresso é vendido separadamente, portanto é necessário sair do parque, mesmo que você já esteja lá, e entrar novamente.

Ao contrário da visita diurna, o valor do ingresso é o mesmo para estrangeiros, brasileiros ou moradores de Foz.

Esporadicamente, o passeio também acontece no lado brasileiro, porém como não é sempre, indicamos o passeio no lado argentino pois ocorre mensalmente.

3 – Passeio de helicóptero

Passeio de helicóptero nas Cataratas, em Foz do Iguaçu foto
Passeio de helicóptero nas Cataratas do Iguaçu

Ainda não saímos completamente das cataratas, porém é um passeio que vale a pena mencionar!

O passeio de helicóptero em Foz que Iguaçu que sobrevoa o Parque Nacional e as Cataratas é um dos passeios mais famosos de Foz.

Você encontra passeios de helicóptero com duração de 10 minutos por volta de R$ 430 por pessoa.

Você também pode optar pelo passeio de 30 minutos com a Helisul que sobrevoa a Usina de Itaipu, Ponte da Amizade, Marco das Três Fronteiras, Ponte Tancredo Neves, Parque Nacional e Cataratas do Iguaçu por R$ 4.460 pra até 4 pessoas, R$ 6.735,00 pra até 6 pessoas ou R$ 7.800,00 pra até 7 pessoas.

4 – Parque das Aves

Parque das Aves - Foz do Iguaçu foto
Parque das Aves em Foz do Iguaçu

Para quem visita Foz do Iguaçu e se maravilha com encantos naturais das cataratas não pode deixar a oportunidade de visitar o Parque das  Aves e manter o clima de sintonia com a natureza.

Em uma área com mais de 160 quilômetros quadrados de pura mata atlântica vivem mais de 1300 aves de mais de 100 espécies, além de mais de outras 20 ameaçadas de extinção.

Tucanos, flamingos, corujas, araras são algumas das aves do parque.

Mais do que um simples parque, é um abrigo e hospital. O parque também resgata e trata aves expostas a vários riscos.

A aparência inicial do parque é semelhante a um zoológico não fosse tamanha liberdade que as aves desfrutam proporcionada por viveiros gigantescos.

Além disso, o Parque das Aves conta com uma série de gaiolas especiais, que devido ao tamanho, permitem ao visitante adentrar o recinto e interagir diretamente com as aves, escutar seu canto de perto e até mesmo sentir o bater de suas asas sobre a cabeça.

É um passeio perfeito para todas as idades, mas sem sombra de dúvidas são as crianças que mais se encantam e também aprendem.

O parque oferece 3 tipos de passeios:

  • Tradicional: Visitação de contemplação e interação em alguns pontos. Valor do ingresso em torno de R$45.
  • Backstage: Acompanha os bastidores do parque e interage diretamente com várias espécies. Valor do ingresso em torno de R$200.
  • Forest: Passeio noturno em companhia de índios guaranis em meio à mata participando de suas celebrações. Valor do ingresso em torno de R$250.

O parque possui toda infraestrutura para o visitante, sanitários, fraldário e lanches.

A duração do passeio é de cerca de 2h pra você conhecer tudo com calma.

O endereço do Parque das Aves é Av. das Cataratas, KM 17.1. Foz do Iguaçu – PR,
ao lado do Parque Nacional do Iguaçu.

Não deixe de conferir o site oficial para checar horários, verificar informações de última hora ou até mesmo comprar antecipadamente seu ingresso.

5 – Itaipu – Diversos passeios na hidroelétrica

Passeios na Hidroelétrica de Itaipu, em Foz do Iguaçu foto
Passeios na Hidroelétrica de Itaipu, em Foz do Iguaçu

Usina Hidroelétrica de Itaipu, convenhamos, não é um nome nada convidativo à visitação.

Porém, o complexo de Itaipu há muito tempo é mais que uma usina, e se tornou um ponto de visitação obrigatório.

Apenas a magnitude da construção já seria suficiente para valer a visita, mas Itaipu foi além, se tornando um complexo com várias opções de lazer.

Conhecer toda a tecnologia envolvida nos processos de produção de energia e surpreender-se com o tamanho das máquinas é definitivamente um passeio interessante, completamente diferente do que estamos acostumados.

Seja manhã, tarde ou noite, Itaipu sempre de braços abertos. Recomendamos reservar um dia inteiro para este ponto.

Vamos então aos passeios oferecidos em Itaipu:

5.1 – Itaipu Especial

Itaipu Especial, Foz do Iguaçu
Passeio pelo interior de Itaipu, Foz do Iguaçu

Passeio completíssimo, para conhecer a usina por dentro e por fora e todo o funcionamento dessa megaestrutura geradora de energia.

Os ruídos e a vibração incessante tornam o passeio inigualável e expressam a realidade da geração ininterrupta.

  • Funcionamento: Todos os dias
  • Duração: 2h30
  • Maiores de 14 anos
  • Valor: cerda de R$ 128
  • Saiba mais

5.2 – Itaipu Panorâmica

Itaipu Paronâmica, Foz do Iguaçu
Passeio pelo entorno de Itaipu, Foz do Iguaçu

Um ônibus turístico que passa pelas áreas externas da usina, onde você pode admirar de todos os ângulos os incríveis 7.919 metros da edificação.

Quando vista de perto e de vários ângulos em uma volta pela Visita Panorâmica, impressiona ainda mais e garante uma experiência única e marcante.

Além da visão privilegiada do vertedouro ao topo da barragem, o trajeto ainda permite o contato com a natureza e belas paisagens dentro do Complexo Turístico Itaipu.

  • Funcionamento: todos os dias, das 9h às 17h
  • Duração: livre (aproximadamente 2h)
  • Valor: cerda de R$ 42
  • Saiba mais

5.3 – Itaipu Iluminada

Itaipu Iluminada, Foz do Iguaçu
Itaipu Iluminada, Foz do Iguaçu

Uma das atrações que se tornou mais conhecida é a iluminação da barragem.

Um jogo de luzes e cores até mesmo com fogos de artifício causam uma impressão fantástica de tirar o fôlego, fazendo a barragem parecer, ao longe, um grande palácio.

Uma trilha sonora compõe a atração e embala, em sincronia, o acendimento das luzes, que dão uma ideia da extensão de 8 Km da barragem.

  • Funcionamento: sextas e sábados, às 19h30

5.4 – Itaipu Refúgio Biológico

Passeio pelo Refúgio Biológico em Itaipu, Foz do Iguaçu
Passeio pelo Refúgio Biológico em Itaipu, Foz do Iguaçu

Conheça a unidade de proteção ambiental e diversas espécies.

Bem próximo aos equipamentos e colaboradores envolvidos na produção de energia convivem diversas espécies de animais e plantas.

A unidade de proteção foi criada para preservar a fauna e a flora durante a formação do reservatório da Usina.

O passeio contorna o Canal da Piracema até chegar às edificações do refúgio.

Em dois quilômetros de caminhada em uma trilha em meio à floresta nativa, a experiência é ampliada com aprendizado sobre o meio ambiente.

  • Funcionamento: terça a domingo

5.5 – Itaipu Kattamaran

Passeio de Kattamaram em Itaipu, Foz do Iguaçu
Passeio de Kattamaram em Itaipu, Foz do Iguaçu

Navegar pelas águas do lago de Itaipu com todo o conforto, a segurança e o requinte do barco Kattamaram assegura um passeio inesquecível e relaxante.

Da embarcação de 35 metros, com capacidade para 200 pessoas, é possível contemplar uma vista privilegiada.

O passeio pode ser feito tanto de dia quanto no pôr do sol, que irá lhe proporcional um visual deslumbrante.

  • Funcionamento: todos os dias
  • Duração: 1h45 (sendo 1h de navegação)
  • Valor: cerda de R$ 60 (dia) e R$ 90 (noite)
  • Saiba mais

5.6 – Itaipu Polo Astronômico

Passeio pelo Polo Astronômico em Itaipu, Foz do Iguaçu
Passeio pelo Polo Astronômico em Itaipu, Foz do Iguaçu

Itaipu foi além e conta ainda com um passeio realmente diferenciado, o Itaipu Polo Astronômico.

Logo no início desse passeio, bem na entrada, o visitante já tem a curiosidade aguçada pela contemplação de várias réplicas de sondas e naves espaciais.

Divirta-se conhecendo as estrelas no planetário, veja a lua e outros astros bem de perto no observatório ou observe-as a olho nu na plataforma de observação.

O passeio pode ser feito tanto de dia quanto de noite.

  • Funcionamento de dia: terça a domingo
  • Funcionamento a noite: sextas e sábados, às 19h30
  • 2h30min de duração
  • Saiba mais

5.7 – Itaipu Ecomuseu

Passeio pelo Ecomuseu em Itaipu, Foz do Iguaçu
Passeio pelo Ecomuseu em Itaipu, Foz do Iguaçu

Reunindo um vasto acervo de retratos, painéis e peças, o Ecomuseu expõe sobre o ecossistema e história locais além de grande parte da história de Itaipu.

O museu opta pela divisão interna com separação de ambientes por tema. Já na parte externa o show fica por conta de maravilhosos jardins.

O Eco Museu, como a maioria dos pontos em Foz do Iguaçu, conta com excelente infraestrutura para o turismo.

Possui salões para exposições e eventos, áreas para descanso, guias e profissionais super prestativos para auxiliar o visitante.

O espaço recria cenários que vão do período pré-histórico à povoação de Foz do Iguaçu e à construção da usina.

Fotografias, peças e objetos da época ajudam a contar a rica história da Itaipu Binacional.

São mais de 10 opções de passeios, incluindo atividades especiais para crianças.

  • Funcionamento: terça a domingo, das 9h às 18h
  • Duração: Livre (aprox. 1h)
  • Valor: cerda de R$ 18 (se você comprou o ingresso para o Parque Iguaçu para conhecer as cataratas, você estará isento da entrada neste passeio)

6 – Marco das Três Fronteiras

Marco das Três Fronteiras, Foz do Iguaçu
Marco das Três Fronteiras, Foz do Iguaçu

Diferente do que muitos pensam, o marco das três fronteiras não é um obelisco velho de pedra no meio da fronteira.

No encontro dos rios Iguaçu e Paraná, o Marco das Três Fronteiras é um passeio que foi totalmente revitalizado se tornando um ponto obrigatório em Foz do Iguaçu.

O marco é composto por três estruturas distintas, uma em cada país, com esquema de cores e arquitetura diferenciada em cada um.

Para este passeio é preciso adquirir ingresso em torno de R$25.

É um passeio muito relaxante e agradável. Perfeito para família.

Assim que chegar o visitante é direcionado à uma lojinha em uma ambientação fiel às missões jesuíticas.

Lá será exibida uma pequena projeção sobre o desbravador espanhol Cabeza de Vaca, o primeiro homem a avistar as cataratas do Iguaçu.

Logo após já é possível acessar o marco propriamente dito para contemplação.

Já que o Marco só funciona à partir das 14 às 23 horas, deixar este passeio para ser feito por volta das 17 horas pode garantir ainda uma vista sem precedentes do pôr do sol.

Este local também possui infraestrutura turística, conta com restaurante e até um bom parquinho para os pequenos.

Há uma bilheteria no local, porém você pode comprar os ingressos antecipadamente neste site.

O Marco das Três fronteiras em Foz do Iguaçu está localizado na Av. Gen. Meira – Jardim Eldorado.

7 – Vale dos dinossauros

Vale dos Dinossauros, Foz do Iguaçu foto
Vale dos Dinossauros, Foz do Iguaçu

Que tal passar pela experiência de um trilha em companhia de dinossauros?

Um sensacional parque que teve a ideia de colocar simulações robóticas de dinossauros de tamanho real em meio a uma belíssima trilha rodeada por verde.

O Vale dos Dinossauros conta com 20 réplicas de dinossauros dotados de movimento e sons que farão do seu dia pura diversão.

O passeio também é informativo com devida sinalização para cada espécie. É realizado ao ar livre e por ser um ambiente natural faz com que a sensação de vida aos robôs e a própria imersão no passeio sejam muito realistas.

O Vale dos Dinossauros está aberto todos os dias, das 9h às 18h.

Está localizado na Av. das Cataratas, 8.100 – Remanso Grande, e os ingressos custam cerca de R$ 45 o adulto e R$ 22,50 acrianças de 5 a 12 anos, idosos, estudantes e professores.

Você pode comprar o ingresso na bilheteria, ou antecipadamente através deste site.

8 – Museu de Cera

Museu de Cera, Foz do Iguaçu foto
Museu de Cera, Foz do Iguaçu

Com mais de 16 cenários e 80 personalidades retratadas em cera, o Dreamland Museu de Cera em Foz do Iguaçu atrai adultos e crianças a um passeio fantástico com imersão garantida.

O museu fica na avenida das Cataratas nº 8100, caso esqueça o número, você com certeza notará um robô transformer de frente a um prédio espelhado.

O museu apresenta peças notáveis, o zelo e a precisão em cada curva das peças chamam a atenção.

Entre os cenários estão temas que vão do futebol ao cinema. Podemos ver Messi e Neymar lado a lado e mais adiante trombar com Darth Vader e os Stormtroopers ou ainda visitar o espaço pirata (preferido da criançada) e conhecer de perto Jack Sparrow, Capitão Gancho e Peter Pan.

Para a criança que pensa encontrar apenas um transformer por lá se engana, o museu vai proporcionar um encontro e tanto com o T-800 direto de Exterminador do Futuro.

O valor do ingresso gira em torno de R$ 60,00 e o museu está aberto à visitação das 8 às 18 horas. Você pode adquiri-lo na bilheteria ou através deste site.

O tempo previsto para visitação é de 1 hora.

9 – Trilhas e Aventura em Foz do Iguaçu

Trilhas e turismo de aventura em Foz do Iguaçu foto
Trilhas e turismo de aventura em Foz do Iguaçu

Que tal curtir um pouco de aventura e contemplação da natureza em Foz do Iguaçu?

Nós já comentamos algumas atividades e trilhas que você pode fazer dentro dos parques que abrigam as Cataratas do Iguaçu tanto do lado brasileiro quanto do esquerdo, como o passeio de barco com manobras (Macuco Safai e Aventura Náutica) e a trilha do Poço Preto.

Mas as atrações não param por aí e nós vamos citar algumas que você pode fazer no Parque Nacional do Iguaçu.

Entre as atividades de turismo de aventura e ecoturismo, você encontra trilhas pela natureza, rapel, canoagem e birdwatching.

9.1 – Macuco Safari + Cachoeirismo

Você irá percorrer uma trilha de 2km em transporte elétrico até chegar na cachoeira do Salto Macuco, onde você irá praticar o cachoeirismo, uma descida de rapel nos 20 metros nas águas da cachoeira. Depois, uma trilha de 600 metros até chegar em um deck de madeira onde possui loja de souvenirs, banheiro e vestiário. O deck dá acesso para o passeio de barco, o Macuco Safari.

9.2 – Macuco só selva

O passeio “Só Selva” do Macuco é para quem quer curtir e conhecer um pouco mais da floresta do Parque Nacional do Iguaçu.

O passeio se inicia fazendo um percurso de 3km de jipe com informações sobre história, animais e árvores da floresta.

Depois, você segue uma trilha suspensa, caminhando 600 metros mata a dentro, considerada de dificuldade fácil e possível para todas as idades. Nessa trilha é possível ver o Salto Macuco, uma linda cachoeira de cerca de 20 metros.

O passeio termina no deck de madeira, com lanchonete, loja e banheiros além de uma vista privilegiada do Rio Iguaçu.

9.3 – Macuco Safari + Rafting

O Rafting consiste em uma descida de bote inflável pelas corredeiras do Rio Iguaçu.

Primeiro, você faz o passeio tradicional, o Macuco Safari, e logo após o refrescante banho no Salto Três Mosqueteiros, desembarca no cais do Rafting. Você irá fazer um treinamento no rio para depois começar a descida pelas corredeiras.

Depois de muita emoção, chega-se a um trecho de águas calmas do Rio Iguaçu, com a possibilidade de um mergulho.

  • Valor: cerca de R$ 360
  • Idade mínima 14 anos
  • Saiba mais

9.4 – Macuco Selva + Cachoeirismo

O passeio é parecido com o Macuco Safari + Cachoeirismo, a diferença é que no Macuco Selva não está incluso o passeio de barco.

Você irá percorrer uma trilha de 2km em transporte elétrico até chegar na cachoeira do Salto Macuco, onde você irá praticar o cachoeirismo, uma descida de rapel nos 20 metros nas águas da cachoeira. Depois, uma trilha de 600 metros até chegar no ponto final do passeio, um deck de madeira onde possui loja de souvenirs e banheiro.

  • Valor: cerca de R$ 240
  • Idade mínima 12 anos
  • Saiba mais

9.5 – Trilha do Poço Preto + Macuco Safari

Duração : 3:30 , dependendo do grupo e da modalidade do passeio.

Modalidades oferecidas : bicicleta, a caminhada ou veiculo elétrico.

Primeiro, você fará a Trilha do Poço Preto. O passeio inicia-se com deslocamento a partir do receptivo à margem da BR 469, a pé por trilha suspensa de 320 metros até o inicio da estrada. Neste ponto você irá optar por seguir a pé, de bicicleta ou embarcar em carreta tracionada. É possível alterar a forma de deslocamento no decorrer da trilha, somente para a modalidade de bicicleta é necessário começar no inicio da estrada, mas a bicicleta pode ser abandonada em qualquer ponto da trilha. O guia faz algumas pausas para explicações sobre a fauna e flora.

Chegando ao Rio Iguaçu, há uma parada em um quiosque para descanso. Então, seguindo-se, a pé, por trilha rustica, chega-se à casamata, à margem da Lagoa do Poço Preto. Neste local é possível a observação da fauna local e contemplação da floresta e lagoa. Deste ponto retorna-se, pelo mesmo caminho, ao quiosque à margem do Rio Iguaçu.

A partir do cais flutuante do Porto Poço Preto, inicia-se a navegação motorizada até a Ilha das Taquaras, circundam-se as ilhas e inicia-se a descida até a proximidade da Corredeira da Irene, onde há a possibilidade de optar-se por embarcar em botes infláveis para a pratica de canoagem até o ponto de desembarque, no Porto Bananeiras. A partir deste ponto inicia-se o deslocamento a pé ou transporte até a bilheteria das Bananeiras.

Durante a navegação é servido um lanchinho, com barra de cereal, cookies e salgadinho.

O próximo passo é fazer o passeio Macuco Safari (passeio que descrevemos no começo do guia).

9.6 – Floating – Passeio de barco

Passeio em barcos de floating (bote inflável), é um passeio totalmente silencioso, que parte do Porto Bananeiras e chega ao Porto Canoas.

Um passeio mais light, onde o objetivo é a contemplação da mata e das espécies aquáticas existentes.

9.7 – Birdwatching

O birdwatching é um hobby que tem crescido muito no mundo e no Brasil, e consiste na observação de aves. Você utilizará binóculos para observar os lindos animais, e também pode aproveitar para fotografar as aves.

Crianças de 7 anos, com a ajuda de adultos, já conseguem se divertir. Pessoas com limitações de locomoção também podem, é só seguir em um ritmo mais tranquilo. Mesmo pessoas com deficiência visual podem apreciar as aves por meio dos sons.

No Parque Nacional do Iguaçu a fauna é bastante diversificada e apresenta mais de 340 espécies de aves. É possível observá-las em comedouros e bebedouros e, com um pouco de prática, também nas matas e nos campos.

Em geral, os roteiros de observação de aves tem saídas na Trilha do Poço Preto e Linha Martins em horários distintos dos utilizados no programa turístico normal, e são acompanhados por um guia especializado.

  • Valor: cerca de R$ 520
  • O passeio inclui bebibas
  • Saiba mais

9.8 – Passeio Porto Canoas

Passeio curto, saindo e retornando ao Porto Canoas, com observação da parte superior das Cataratas do Iguaçu.

A partir do Porto Canoas também é possível acessar a Trilha das Bananeiras, Terminal do Poço Preto, Lagoa do Jacaré e Arquipélago das Taquaras, com todas as opções de passeios. Retorno pelo Porto Bananeiras ou Porto Canoas.

  • Valor: cerda de R$ 60
  • Duração: média de 20 minutos
  • Saiba mais

9.9 – Trilha da Bananeira

Uma trilha de 1,6 km, que pode ser feita a pé ou em veículo elétrico, onde há a chance de observar varias espécies da fauna e flora nativas.

O passeio combina navegação em barcos a motor pelo alto do Rio Iguaçu, chegando ao cais do Poço Preto e visitando uma casamata de 10 metros de altura, com observação da Lagoa do Jacaré, extremamente rica em fauna e flora, sempre acompanhado de guias especializados, e contando com a opção de navegação ducks infláveis pelas águas do Rio Iguaçu.

Acredite se quiser, você ainda encontra mais passeios no Macuco Ecoaventura, como o passeio do Pôr do Sol, a trilha da Taquara e o passeio Rio Santo Antônio.

Todos os passeios feitos pela empresa Macuco Ecoaventura tem politica de desconto para crianças 0 a 6 não pagam e 7 a 11 pagam meio entrada e idosos (desconto aplica somente para brasileiros) também pagam meio entrada.

10 – Pular de paraquedas em Foz

Saltar de Paraquedas em Foz do Iguaçu com a Skydive foto
Salto de Paraquedas em Foz do Iguaçu com a Skydive Foz

Também entra na categoria de turismo de aventura, mas resolvemos dedicar um espacinho especial aqui pro salto de paraquedas em Foz do Iguaçu.

Na mesma região do templo budista, está o Skydive Foz, um programa bem repleto de muita adrenalina.

Foz do Iguaçu tem a mais moderna área de paraquedismo do Brasil em um clube de profissionais muito experientes que oferece saltos duplos ou individuais diariamente. Portanto se saltar de paraquedas é um de seus sonhos, Foz do Iguaçu possui as condições perfeitas!

O passeio obviamente depende de condições climáticas, mas essa é mais uma vantagem de estar em Foz do Iguaçu, onde o clima é bastante favorável para a prática do esporte com pouco vento e muitas chances de pegar um dia perfeito sem nuvens.

Para uma experiência ainda mais especial, tente agendar seu salto para o final do dia durante o pôr do sol.

  • Endereço: R. Ângela Aparecida Andrade, 97, Jardim Porto Belo
  • Telefone: (45) 99916-0162
  • Horários: abre diariamente 8h-pôr do sol
  • Voo duplo com instrutor: 590 reais por pessoa
    • Pessoas pesando entre 95 kg e 130 kg precisam passar por avaliação
  • Saiba mais

11 – Itaipuland – O maior Parque Aquático Termal da América Latina

Itaipuland - Parque Aquático Termal em Foz do Iguaçu foto
Itaipuland – Parque Aquático Termal em Foz do Iguaçu

O Itaipuland é uma excelente opção para quem vai visitar Foz do Iguaçu em família. Definitivamente, diversão garantida para as crianças.

O parque está um pouco afastado de Foz, à 55km de distância, em Itaipulândia, e é o maior parque de águas termais do Brasil.

São inúmeras atrações em águas termais, piscina de ondas, tobogã 4 pistas, tobogã queda livre, tobogã caracol, lagoons, área infantil, montanha russa aquática, castelinho das águas, rio lento, rio selvagem e muito mais, tudo isso em área total de 260 mil m².

O valor da entrada para adultos é de R$ 200 e meia, R$ 100. Porém de vez em quando o parque oferece promoções de fim de temporada.

Para comprar ingressos e ter mais informações, clique aqui.

12 – Bares de Gelo

Bares de Gelo em Foz e Puerto Iguazu foto
Icebar Iguazu

Não tem como, um bar de gelo desperta a curiosidade de qualquer um, não só por ser um passeio diferente, mas principalmente para quem visita Foz no verão.

O primeiro foi aberto no lado argentino em Puerto Iguazu, o famoso Icebar Iguazu,
o primeiro bar de gelo localizado em uma região de selva subtropical.

Porém hoje nós já encontramos outras duas opções no Brasil, o Dreams Ice Bar e o Ice Bar Brasil.

Populares em diversos países do mundo, os “icebars”, ou bares de gelo, irão te proporcionar uma experiência única em um ambiente a 10ºC negativos, onde absolutamente tudo é feito de gelo: as esculturas, os copos, o balcão…

A experiência consiste em vestir roupas apropriadas para a temperatura, esperar em uma sala para aclimatar o corpo às baixas temperaturas e então passar no máximo 30 minutos dentro do bar, que para a alegria de muitos é no estilo Open Bar com diversas opções de bebidas com e sem álcool, para adultos e crianças.

Se for ao icebar argentino, aproveite para experimentar Fernet con Coca, o drink oficial da garotada hermana. Fernet é um bitter feito de ervas que é meio intragável puro, mas a combinação com Coca fica bem interessante

Um programa perfeito para famílias ou grupos de amigos!

Dreams Ice Bar
  • Endereço: Rodovia das Cataratas, 8100
  • Transporte público: ônibus 120 Parque Nacional
  • Telefone: (45) 3527-8100
  • Horários: abre diariamente 8h-23h
  • Ingressos: 30 minutos com open bar
    • inteira: 50 reias
    • crianças entre 5 e 12 anos: 25 reais
    • maiores de 60 anos: 25 reais
    • Compre na bilheteria, no site ou nas agências
  • Saiba mais
Ice Bar Brasil
  • Endereço: Shopping Catuaí Palladium – av. das Cataratas, 3570
  • Transporte público: ônibus 120 Parque Nacional
  • Telefone: (45) 3017-0005
  • Horários: abre diariamente 12h-23h
  • Ingressos: 59 reais
  • Saiba mais
Ice Bar Iguazú
  • Endereço: Ruta 12, km 5 – Puerto Iguazú
  • Telefone: 54 3757 494047
  • Horários: abre diariamente 14h-24h
  • Ingressos:
    • inteira: 360 pesos
    • crianças entre 7 e 12 anos: 180 pesos
  • Saiba mais

13 – Templo Budista Chen Tien

Templo Budista em Foz do Iguaçu foto
Templo Budista em Foz do Iguaçu

Não muito conhecido por moradores de Foz e turistas, o templo budista fica próximo ao Rio Paraná, que divide Brasil e Paraguai. O espaço onde fica o templo é ao mesmo tempo um lugar para as orações e também um parque de esculturas.

A grande atração do templo são as esculturas no jardim.

A primeira figura a chamar atenção é o Buda Sorridente, que parece dar as boas-vindas ao lugar.

Um pátio com 108 budas celestiais idênticos reproduz o número de contas do rosário budista (o mala). Ao fundo, uma estátua em bronze do Buda Celestial entre seus iguais.

No interior do templo pode deixar um pedido e acender uma vela (compre o papel específico e a vela na lojinha).

Quem visita o Templo Budista no mesmo dia de Itaipu otimiza o deslocamento: o templo fica (mais ou menos) no caminho. Um táxi desde a usina custa R$ 25 (na bandeira 1). Para o passeio dar certo, porém, você precisa sair até as 15h de Itaipu — o templo fecha às 16h30 (e não abre 2ª).

  • Endereço: Rua Dr. Josivalter Vila Nova, 99
  • Transporte público: ônibus 103 Porto Belo
  • Telefone: (45) 3524-5566
  • Horários: 3ª a dom 9h30-16h30
  • Ingressos: entrada gratuita
  • Saiba mais

14 – Compras no Paraguai

Compras no Paraguai - O que fazer em Foz do Iguaçu foto
Compras no Paraguai

Aproveitando que começamos a sair do território nacional, que tal aproveitar a oportunidade para umas comprinhas no Paraguai?

Não existem formas específicas ou alguma sequência de afazeres mirabolantes para chegar até o Paraguai.

O visitante pode optar por carro, ônibus, vans que passam nos próprios pontos de ônibus oferecendo o transporte ou mesmo a pé.

São várias opções e vai depender mesmo do bolso do viajante, mas a solução que mais se vê para quem está em Foz e não alugou um carro, seria negociar um valor fechado com algum taxista (os hotéis sempre indicam) que ficará em torno de R$ 50 variando devido a distancia que a hospedagem do visitante possa estar.

Vale lembrar que como qualquer viajem internacional, ao retornar, o visitante deve imediatamente se dirigir à aduana brasileira para regularizar suas compras.

No site da receita federal é possível verificar valores e checar o que é considerado compra e o que é considerado bagagem.

Neste site você terá informações e dicas sobre como trocar real por dólares para suas compras, além de outras dicas.

15 – Cassinos na Argentina

Cassinos na Argentina - O que fazer em Foz do Iguaçu foto
Cassino Iguazu

O passeio à Foz do Iguaçu proporciona muitas formas de diversão, entre elas a possibilidade de atravessar a fronteira para visitar nossos hermanos e conhecer um lazer diferente.

Como bem sabemos jogos de azar são proibidos no Brasil, mas em ossos vizinhos os jogos são liberados, e devido à proximidade dos países, os cassinos tornam-se uma atração muito convidativa.

Tanto Ciudad del Este no Paraguai, como Puerto Iguazú na Argentina, possuem diversos cassinos, alguns deles bem fiéis ao estilo americano de Las Vegas.

Se o visitante por alguma razão ver-se em posição de ter de escolher entre os cassinos do Paraguai e os Cassinos da Argentina, aconselhamos os da Argentina.

Não que os cassinos do Paraguai sejam piores, longe disso.

O que acontece é que os argentinos proporcionam uma atmosfera de experiência internacional mais presente do que os do Paraguai e isso em uma viajem é o que conta.

O Cassino de Puerto Iguazú é uma boa pedida e fica na entrada da cidade, ainda à beira da estrada. Táxis de Foz cobram entre R$ 50 e R$ 60 para levar até lá; você pode combinar a volta ou um dos remises de Puerto Iguazú, que cobram a mesma coisa (e em reais).

O cassino abre todos os dias a partir da tarde. De vez em quando shows de grandes atrações nas noites de 6ª e sábado. Não se paga nada para entrar.

Casino Iguazú
  • Endereço: Ruta 12, 1640, Puerto Iguazú
  • Telefone: 00 54 3757 498050
  • Horários:
  • 2ª a 4ª 14h-5h
  • 5ª a dom 12h-6h
  • apenas para maiores de 18 anos
  • Saiba mais

Onde se hospedar – Hotéis e Pousadas

Onde de hospedar em Foz do Iguaçu - Hotéis, pousadas e muito mais foto
Onde de hospedar em Foz do Iguaçu – Hotéis, pousadas e muito mais

Foz do iguaçu possui centenas de hotéis, para todos os gostos e principalmente para todos os bolsos.

Ocorre que em Foz do iguaçu, ao optar pelo mais barato, há o inconveniente de geralmente serem mais afastados do centro.

Uma boa ideia é hospedar-se na Avenida das Cataratas. Nessa região existem diversas opções, do simples ao sofisticado.

Neste local o visitante terá a possibilidade de contratar passeios com mais facilidade, conseguir táxis, ônibus ou mesmo vans para todos os pontos de Foz.

Isso sem mencionar que é nesta avenida onde se localizam o Museu de Cera e o Vale dos Dinossauros que também são ótimos passeios.

Para ver hospedagem com os melhores preços, clique aqui.

Se preferir, você também pode dar uma olhada em opções excelentes de hotéis e pousadas no Booking:

Booking.com

Quando ir

Quando ir para Foz do Iguaçu foto
Cataratas em Foz do Iguaçu na alta temporada

A alta estação das Cataratas é na primavera e no verão, quando a vazão aumenta e há mais água – o espetáculo é mais grandioso portanto.

Por outro lado, faz muito calor e há congestionamento de gente para ver as queda e fazer os passeios. Para compensar, é uma época bacana para aproveitar os esportes náuticos, fazer canoagem e rafting, por exemplo.

Entre outubro e março, chove um pouco mais e a temperatura máxima frequentemente ronda os 30ºC.

Já outono e no inverno a região está mais seca e, consequentemente, vê-se menos água jorrando, porém o espetáculo ainda é impressionante.

Quando ir para Foz do Iguaçu foto
Cataratas em Foz do Iguaçu na baixa temporada

Entre abril e setembro, chove menos e pode fazer frio. Os meses mais secos, historicamente, são julho e agosto. Os meses mais frios são junho, julho e agosto, quando a temperatura mínima pode descer a 10ºC (de madrugada e no início da manhã). Dias ensolarados, porém, costumam ter grande amplitude térmica, e mesmo nos meses mais frios a temperatura máxima pode chegar aos 25ºC.

Um ponto positivo é ver as águas mais brancas, e não turva como nas épocas chuvosas.

O lado negativo é que fica mais difícil a ideia de se molhar. Portante se agasalhe bem.

Nossa dica é: vá quando der, e se puder ir nas duas épocas, melhor ainda!

Como chegar

Como chegar em Foz do Iguaçu foto
Como chegar em Foz do Iguaçu (avião)

Uma das opções de como chegar em Foz do Iguaçu é ir de avião.

O aeroporto mais próximo de Foz do Iguaçu é o Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu, que fica a pouco mais de 10km do centro da cidade e atualmente é responsável por voos nacionais e internacionais. Seus principais voos são para Porto Alegre, São Paulo e Rio de Janeiro.

Uma observação importante para quem utiliza o Aeroporto de Foz do Iguaçu ao voltar para casa: antes de fazer o embarque, o passageiro terá que fazer os trâmites de alfândega e passar seus pertences pelos raios X. No caso de a pessoa fazer compras por via terrestre, como ocorre em Cidade do Leste, o limite é de US$ 300.

Para sair do aeroporto de Foz, o turista conta com táxis que têm valores tabelados, ônibus (R$ 2,65) ou translados de empresas turísticas por R$ 20.

Para quem vai de carro: Foz do Iguaçu está a 640km de Curitiba, a 940km de Florianópolis e a 990km de Porto Alegre. O principal acesso é pela BR-277, que corta o estado paranaense.

Andar de carro em Foz é bastante fácil, principalmente pela boa sinalização e pelo bom estado de conservação das ruas. 

Porém para chegar a Foz do Iguaçu de ônibus, os turistas contam com os serviços de empresas como Itapemirim, Pluma e São Geraldo. Vale a pena chegar os valores das passagens aéreas, pois muitas vezes o ônibus acaba não compensando.

Conclusão

Cataratas do Iguaçu - Fotos, dicas e o que fazer foto
Cataratas do Iguaçu, lado argentino

Como pudemos demonstrar, Foz do Iguaçu é um lugar fantástico com lazeres para todos os gostos em todas as estações do ano.

Um lindo destino para suas férias, preparado para o turismo, profissionais treinados e acima de tudo com a tradicional educação e respeito do povo paranaense.

Paisagens bucólicas e ambientes extremamente agradáveis, ideais para passar belos dias com quem se ama.

Uma viagem inesquecível que você guardará na memória com aquele carinho especial.

Se você gostou desse guia, não se esqueça de compartilhá-lo nas redes sociais.

Além disso, nos diga também nos comentários o que achou das nossas dicas, se esquecemos de alguma atração em Foz do Iguaçu, ou então nos conte também qual foi sua experiência por lá!

Adoramos ouvir as histórias e experiências de viagens de nossos leitores!

Agora se você utiliza o pinterest, aproveite para salvar este pin para não perder esse guia completo de Foz do Iguaçu:

Foz do Iguaçu – O que faze, dicas, hospedagem e muito mais

Os mais vistos

Foto Melhores praias para família em Ubatuba - Naturam

As 24 melhores praias de Ubatuba para família – Lista completa

Qual a melhor praia de Ubatuba para ir com a família? Pensando nisso criamos uma lista com 20 praias pra você escolher qual a melhor pra você e sua família!
Ilha Comprida, Litoral Sul de SP

Tudo sobre Ilha Comprida – 9 Dicas de O Que Fazer e muito mais!

Sol, mar, dunas, vilas de pescadores, barcos, caminhadas e comida típica caiçara. Com toda certeza esse belo conjunto está presente no pensamento da maioria de nós quando começamos a...
Capitólio, Minas Gerais (MG) foto

Capitólio Minas Gerais – Tudo o que você precisa saber!

Já pensou em reservar uns dias das suas férias para renovar as energias em um íntimo contato com a natureza às margens de um dos maiores lagos artificiais do mundo e aos pés de maravilhosas...
Ilha do Cardoso, Cananéia - foto

Cananéia – Guia Completo

Cananéia é uma linda e preservada cidade do litoral sul paulista, um dos melhores roteiros ecológicos do mundo, é a opção ideal para quem busca tranquilidade, contato com a natureza, passeios de barco, trilhas...
Réveillon Cabo Frio

Réveillon Cabo Frio – Praia do Forte, RJ

O Réveillon de Cabo Frio é uma grande festa com shows de bandas de renome nacional, músicos da cidade e uma linda e tradicional queima de fogos de artifício. O evento está confirmado para a virada...

Postagens mais recentes

Avatar
Naturamhttps://naturam.com.br
O cerne de nosso trabalho consiste em fazer verdadeiros Guias das Cidades e Destinos do Brasil e do mundo, sempre buscando o verdadeiro turista no Brasil e até no exterior, com informações consistentes e frequentemente atualizadas. Encontre em cada destino as melhores opções de hospedagem, restaurantes e passeios.

2 COMENTÁRIOS

DEIXE SUA OPINIÃO

Please enter your comment!
Please enter your name here