História de Ubatuba foto

Parte 1 – Época do descobrimento

História do Brasil Parte 1 - Tupinambás imgNa época do Descobrimento do Brasil e no século XVI, a região hoje ocupada pelo Município de Ubatuba era ocupada pelos índios tupinambás.

Estes costumavam construir suas tabas (conjunto de Ocas, a unidade de moradia) em pontos altos, nas margens de rios, para sua proteção. viviam da caça, da pesca e da agricultura de feijão, abóbora, bata-doce e principalmente mandioca.

Esta agricultura era praticada de forma bem rudimentar, pois utilizavam à técnica da coivara (derrubada de mata e queimada para limpar o solo para o plantio). Os índios domesticavam animais de pequeno porte como, por exemplo, porco do mato e capivara.

Os Tupinamás eram excelentes canoeiros, construíram suas embarcações de cedro, guapuruvus e imbiricus para o transporte de até 30 pessoas. Em seus momentos de lazer e festa utilizavam a música, e a dança. Os instrumentos musicais eram flautas e tambores. Utilizavam o cauim, uma bebida alcoólica à base de mandioca fermentada, para alegrar suas festas.

A Carta de Pero Vaz de Caminha relata que os índios se espantaram ao entrar em contato pela primeira vez com uma galinha – não conheciam também o cavalo e o boi.

As tribos indígenas possuíam uma relação baseada em regras sociais, políticas e religiosas. O contato entre as tribos acontecia em momentos de guerras, casamentos, cerimônias de enterro e também no momento de estabelecer alianças contra um inimigo comum.

História do Brasil Parte 1 - Tupinambás imgOs índios faziam objetos utilizando as matérias-primas da natureza. Vale lembrar que índio respeita muito o meio ambiente, retirando dele somente o necessário para a sua sobrevivência. Desta madeira, construíam canoas, arcos e flechas e suas habitações (oca). A palha era utilizada para fazer cestos, esteiras, redes e outros objetos.
A cerâmica também era muito utilizada para fazer potes, panelas e utensílios domésticos em geral. Penas e peles de animais serviam para fazer roupas ou enfeites para as cerimônias das tribos. O urucum era muito usado para fazer pinturas no corpo.

Cada nação indígena possuía crenças e rituais religiosos diferenciados. Porém, todas as tribos acreditavam nas forças da natureza e nos espíritos dos antepassados.

Para estes deuses e espíritos, faziam rituais, cerimônias e festas. O pajé era o responsável por transmitir estes conhecimentos aos habitantes da tribo.

Algumas tribos chegavam a enterrar o corpo dos índios em grandes vasos de cerâmica, onde além do cadáver ficavam os objetos pessoais. Isto mostra que estas tribos acreditavam numa vida após a morte.

1
2
3
4
5
COMPARTILHE

Deixe sua opinião