Trilha Praia Brava Almada – NÍVEL 1 e 3

0
502

A trilha para a Praia Brava da Almada em Ubatuba pode ser feita através de duas opções: pela Praia da Fazenda (nível 3) e pela Praia do Engenho (nível 1).

Pela Praia da Fazenda – Nível 3

Essa trilha é mais demorada e tem início na praia da Fazenda a praia Brava da Almada.

Durante o percurso são observadas árvores de grande porte como o Araçá Piranga, Canelas, Uricuranas e outras.

O caminho passa pelo Saco das Taquaras (exemplo de praia em formação), logo após chega-se a praia Brava da Almada, uma praia deserta, que tem vista para as ilhas, Comprida e das Couves.

Tendo como opção seguir por mais 20 minutos até a praia da Almada, uma vila de pescadores com infra-estrutura de pousadas e restaurantes.

Na Almada pode ser feita uma visita à oficina de Artes e Educação Ambiental, projeto desenvolvido com as crianças e adolescentes da própria comunidade (A.M.A.), onde são produzidos trabalhos artesanais a partir do reaproveitamento de lixo.

 

Pela Praia do Engenho – Nível 1

Esta trilha tem início na Praia do Engenho, que por sua vez é acessada através de passagem via pequena escadaria e rampa a partir da vizinha Praia da Almada.

As praias da Almada, Engenho e Brava da Almada situam-se na região norte de Ubatuba, logo após a praia do Ubatumirim, seguindo pela Rio-Santos. O acesso é feito por uma estreita estrada de 3 km, e pelo caminho o visual é magnífico, com pontos de observação da praia do Ubatumirim e ilhas ao redor. Nesta estrada circulam ônibus e há vários pontos de estrangulamento nas curvas, portanto dirija com cautela.

No final da estrada há locais para estacionamento administrados por uma associação local. A primeira praia é a da Almada, que tem bons restaurantes, bares de praia e um ambiente descontraído.

Seguindo pela praia, no final há uma escadaria por trás de construções de alvenaria que levam à Praia do Engenho. Partindo desta, uma pequena placa no meio da praia indica o início da trilha. A subida é bem forte, a trilha atravessa um morro e é o único acesso à Praia Brava da Almada.

 

No início, alguns metros de escada de concreto facilitam a subida, mas logo em seguida começa a trilha, no início em picada ampla e aberta, na segunda metade mais estreita e em meio à vegetação da Mata Atlântica.

Por ser em morro, esta trilha exige um pouco da parte física. E será também necessário usar calçados adequados, principalmente em épocas de chuva quando o piso é bastante escorregadio. Pelo caminho, a abundante flora da Mata Atlântica fornece uma sensação indescritível de aventura. Mas a trilha é curta, em ritmo moderado chega-se ao local em cerca de 20 a 30 minutos.

 

A Praia Brava da Almada

Na chegada, um pequeno rio de águas cristalinas desemboca na praia – e a surpresa do visual é das melhores, uma belíssima praia de areias grossas e ondas fortes. Isolada e normalmente quase deserta, é um convite para se deliciar próximo à natureza praticamente intocada.

A correnteza da praia é forte, e buracos no fundo são comuns, é preciso algum cuidado. No canto direito da praia, as rochas oferecem incrível espetáculo no encontro com o mar. É possível escalar as pedras, mas o caminho revela seus perigos. Em muitos pontos a água escorrendo pelas pedras torna o piso extremamente escorregadio.

No canto oposto encontra-se outro riacho límpido passando entre as rochas e a areia da praia, fornecendo mais um recanto agradável junto à da natureza.

 

Recomendações:

  • Alimentação: água, barra de cereal e lanche, possui restaurante no final da trilha.
  • Vestuário: calça comprida, calçado apropriado e boné.
  • Acessórios / Equipamentos: repelente, protetor solar, óculos de sol, máquina fotográfica e mochila.

DEIXE SUA OPINIÃO

Please enter your comment!
Please enter your name here